Welcome to this world, Obama


Eu também quero participar. Também quero estar num frio de -14 graus negativos, com uma multidão de 2 milhões de pessoas, com um bottom na blusa, um gorro colorido, uma esperança no peito.

Como jornalista, estou frustrada por não ter acompanhado a eleição do Obama - e agora a sua posse. Você consegue imaginar o que significa um homem negro, descendente de africanos, com nome árabe, ser o comandante do país que dita a vida no mundo, em nossa época? É um passo mais importante que a chegada do homem a Lua.
Da mesma maneira que a minha amiga Grazi, fiquei emocionada ao ver os poucos trechos da posse. Dá para sentir daqui o clima de esperança que tomou conta das pessoas depois de 8 anos catastróficos e negros sob o julgo daquele bossal do Bush. Mas o que nós, daqui do Brasil, temos com isso?

Temos tudo. Porque a cada dia mais o mundo é sem fronteiras. Nem físicas, nem de cultura, nem de economia... Ninguém mais vive isolado, seja em Natal (terra deliciosa), seja em Gaza; seja no Mediterrâneo, seja em Beijin... Quando é que vamos entender que todos estamos interligados, como UM SÓ (ONE).

Obama singnifica a vitória do romantismo, sabe. A vitória do homem letrado, estudioso, carismático, habilidoso. A vitória da educação contra a bossalidade, do diálogo contra a força bruta, da união contra a ganância. Ele não é só o presidente dos EUA: ele é o líder que deve unir povos de todos os cantos em prol de um mundo mais verde, mais justo, mais tolerante.

Eu acredito, sabe. Pode dar certo. O filho de um homem negro, queniano, que há 50 anos era proibido de sentar-se num mesmo bar que um branco qualquer hoje discursou para milhões em seu país e centenas de milhares pelo mundo.

Será que já conseguimos atinar o que isso significa? Eu desejo um mundo melhor. Welcome, Obama, clean the mess.
Abaixo, vídeo sobre esse momento certamente histórico.



7 comentários:

Vika disse...

Votos positivos pra o Obama.Ele vai precisar,e absorvendo-os,´provavelmente terá ideia de como utiliza-los.Eu tb acredito q pode dar certo.
XD

Elaine disse...

Numa escala menor, é claro, devo admitir que senti a mesma emoção ao assistir a posse do Lula, acredita?
Ver um "excluído", do povo, semi-analfabeto e sem dedo (kkk) ser nomeado presidente me lotou de esperença também e no fim... Espero que o Obama não nos decepcione pois já conhecemos a decepção em escala nacional.
E não se decepcione... se estivesse lá, as pessoas estariam empurrando você e pisando no seu pé! Pense sempre no lado bom!
Beijo.

Vance disse...

É muito emocionante mesmo. Um passo gigantesco. Espero que as ações dele como presidente dos EUA - e conseqüentemente o homem mais poderoso do mundo - consigam corresponder a tanta esperança.
Bjs, meninas!

Eliene Vila Nova disse...

Adorei o visual do blogue, e parabéns por palavras tão bem colocadas a respeito do Obama, infelizmente não vi a posse,estava em outro planeta,rsrs
abraços

Fernanda disse...

Eu vi alguns trechos na band news. Poxa momento histórico mesmo, cara!

Barbara Góes disse...

" Ninguém mais vive isolado, seja em Natal (terra deliciosa), seja em Gaza.."

Ps: Obrigada por fazer menção à terrinha.. hahaha!!

;)

Lucy Lane disse...

Barbara, eu adooooooro Natal. Acho que deve ser a melhor cidade do mundo para se viver, sinceramente. Meu plano é juntar uma grana aqui em SP e me mudar para aí, onde o mar é o mais azul que já vi.

Beijos
Lu