O dilema entre a cabeça e a bunda


E vem chegando o verão, não é mesmo? Você já olhou para a sua bunda? Como ela está?

Em pé, durinha, molenga, com furinhos, com bolinhas, uma pedra, um fracasso...? Eu olhei a minha... e não gostei do que vi.

Pois agora estou no dilema entre a cabeça e a bunda. Explico o porquê. Nessa vida atribulada ou você se dedica a sua cabeça ou a sua bunda. As duas coisas, pelo meno pra mim, é praticamente impossível de conciliar.

Trabalhar o dia inteiro sentada, há anos, me fez uma pessoa SEDENTÁRIA. Eu tento, juro, fazer exercícios, mas agora que estou estudando preciso dedicar o escasso tempo livre para ler, ler e escrever. Ou então é jogar dinheiro fora no curso de pós-graduação.

Mas se o traseiro fosse o vitorioso, a história seria beeem diferente. Eu passaria as horas na academia (coisa que eu DETESTO) e seria tipo a "Mulher-Samambaia", se comparado minha atual dedicação ao cérebro. Dai, por outro lado, teria que mudar de ramo e tentar ser assistente de palco do Gugu, por exemplo. Idéia que não me agrada muito...

Brincadeiras à parte, claro que uma coisa não determina a outra. Ter a bunda dura e o cérebro em forma é capaz para qualquer uma, sejam malhadoras compulsivas ou adoradoras de Truffalt. Não adianta dar desculpas, porque dai se cai no rótulo - mulher sarada = burra / mulher intelectual = baranga.

Agora uma coisa é verdade: apesar me dedicar aos estudos, ando pensando bastante nas minhas partes traseiras. Principalmente quando vou comer alguma coisa. Dai visualizo uma bunda de biquini e olho para a sobremesa com calda de chocolate e bolachas calipso em volta. Nã-nã-nã! Olho de novo para o hamburguer da Lanchonete da Cidade e penso - o-oooou, fica para a próxima. Peço uma saladinha, como um tomatinho e assim ajudo meu derrière a não ficar prejudicado.

Segue meu dilema verão a dentro.... Resultado: a cabeça está ganhando da bunda.

13 comentários:

Fernanda disse...

Bom, a minha bunda tbm não anda lá essas coisas ... fazer o que né? =/

A Publicitária disse...

Tu sabe q levantei da cadeira agora e dei uma olhada geral nela? Não ta ruim, nem óootema!!! mas sinto orgulho dela!! rsrsrs!! Bjoss

Maite Lemos disse...

Oi Luciana,
Adorei o blog. Já linkei.
Então... tbm escrevi sobre a bunda esses dias. Segundo um amigo meu, o problema do Brasil é a bunda. Uma questão gravitacional. Essa bunda grande puxa a gente pra baixo.
Pode não ser exatamente verdade, mas pelo menos é divertido.
Quando tiveres um tempinho, vai lá me visitar:
www.pensoemtudo.blogsport.com
bjnho

Vance disse...

É Lu... Meu placar está em: Cabeça 10 x 0 Bunda. Não consigo fazer dieta, exercícios, nem nada. Todo o meu tempo "livre" vai para o tcc, como você bem sabe. Mas ainda tenho esperanças de poder ser mais esforçada com relação ao corpo no ano que vem. Vou incluir na famosa listinha de resoluções para o ano novo.
Bjs!
Vance

tchella disse...

um viva para minha cabeça!
podre da minha bunda....

éééca para academia deteeeeesto! no way! é tão melhor sentar e ler um livro... tão melhor!

Anônimo disse...

Vivi esse dilema ontem quando fui levar meu filho de 11 meses pra piscina...ai ai
Nessa horas não tem jeito, a bunda tem que estar apresentável.
Adoro ler, ler e ler...mas, hoje me prometi que quando chegar do trabalho vou correr e malhar um pouco todo dia porque o verão tá aí e os olhares julgadores também...ô vida!
bjs,

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos disse...

Põe dilema nisso...rs!

Leci Irene disse...

Menina, "num" faça isso!!!!!! Trabalhe, estude, leia... "per favore", como dizem as crianças, compre uma bicicleta e vá dar umas voltinhas nos fins-de-semana!!!!!! Bolas, fazem 40 anos que trabalho sentada e sempre detestei academias!! Não tenho bunda! Ah, se arrependimento matasse, mesmo na minha idade e depois de 40 anos trabalhando sentada, eu teria um bumbum legal!!!! hahahaha
Bjs
Leci
http://lecirene.blogspot.com

Kell disse...

Lucy, tbm estou preocupada com isso. Já recomecei o regiminho básico de toda mulher, vou recomeçar as caminhadas e, espero que até meu recesso de verão tudo esteja (quase) em cima.
beijos e boa sorte aí!

luisa disse...

Não é que tem esse dilema mesmo? Eu também tô numa fase sedentária, também escolhi pôr meu dinheirinho nos estudos e não na academia!Aiai.. se eu não me aguentar no verão vou pro frio! Ou desencano e mostro meu cérebro bombado com a bunda molinha mesmo.

Rafa disse...

ah minha bunda não está lá essas coisas, mas fica bem num biquinizinho!

mas ganhei da minha irmã um patins de aniversário, então tenho feito o possivel para acordar cedo ou sair do trabalho e dar uma patinadinha......essa é a vantagem de morar no Recreio dos Bandeirantes e trabalhar em Copacabana.

beijos meninas......agora é aminha vez de descansar! finalmente férias!

Anônimo disse...

Fora o tempo pra não conseguir fazer exercícios, temos o Stress da Cidade Grande.

Alguém podia me dizer, porque os nossos ombros são tão durinhos? ;o)

Bem que Deus podia ter dado essa ajudinha, né?
Stress devia endurecer, não os ombros...
mas as nossas bundas!

Bjs a todas!
Cris...

Anônimo disse...

Apesar de ser um tópico antigo, qro opinar, bom, sou engenheira civil, sempre estudei na minha vida e isso nunca foi uma pedra no meu caminho para eu praticar esportes. Eu acho que é questão de gostar e de querer fazer, fui criada numa família onde as pessoas gostam de praticar esporte e hoje somos todos vegetarianos. Bunda e cabeça podem ir muito bem ehhee apesar da minha não estar lá essas coisas