Em busca do churros perdido


Sabe aquela informação boca a boca que passa e chega para a gente com jeito de promoção imperdível? Foi assim que fiquei sabendo de um tal churros na Mooca. Sim, churros. Estava no meio de um bar ouvindo jazz quando me chega informação de que, dali duas horas iria entrar no carro rumo a aventura espetacular de procurar um tal fornecedor de churros – que, detalhe, só abre de madrugada – no meio da Mooca.

Entramos no Corsinha prata para desbravar mares nunca dante navegados. Eis que chegamos na tal rua Ana Néri, no meio do nada. Um breu assustador naquela rua enorme, erma e escura. Não parecia, nem de longe, um lugar disputadíssimo de churros. Só podia ser no final da rua, pensamos todos. E lá vai o Corsinha deslizando até o final da rua. Claro que não encontramos nem sinal de barraquinha de cachorro-quente, quanto mais de churros. Mas desistir, jamais. Damos a volta no quarteirão e voltamos. Podíamos ter perdido algum detalhe daquela rua na emoção de encontrar a tão famosa guloseima espanhola.

Que nada! No máximo encontramos um “mano” parado em um portão de ferro. Será que ele seria nossa tábua de salvação? Quem sabe...

- Oi amigo, tudo bem? Será que você poderia nos dar uma informação? – pergunta meu respectivo, ansiosamente. Nesse momento, eu e meus dois queridos amigos não temos coragem de virar o rosto para olhar o camarada de fora do carro. Ficamos olhando a paisagem do outro lado da rua.
- Falow.
- Então, ouvimos falar de um tal churros aqui na rua. Você sabe se ele fica por aqui?
- Olha, cara. Se ele existe, fica do outro lado da Avenida. Mas cê vai ter que fazer o retorno.
- O retorno lá no Centro?
- É, mano.
- Ah, então tá. Mas então o churros não é lenda, né? Ele existe, do outro lado
- Não é lenda, mano. Tá lá do outro lado.

Nesse momento, todos felizes e sorridentes, cantando música do Chaves e oferecendo “um churros, por favor?”, vão em direção à PQP em busca do tal doce. Com certeza, o mano ficou rindo da nossa cara. Os otários em busca do tal curros. A Ana Néri do outro lado era maior ainda, e mais escura, e mais amedrontadora, e mais, mais e mais. Claro que não achamos nada por lá também.
A saída, plenas 4 horas da matina? Foi ir a uma padaria qualquer, comer um croissant (e não o delicioso churros prometido). O pior foi que o croissant estava frio e o chocolate quente, geladíssimo... Mas a busca ao churros continua, e o pior: ele existe. Já saiu até matéria dele. Quando o encontrar, conto pra vocês.

10 comentários:

Garotas de Vinte e Poucos disse...

tudo por um churros??? aventura aventura aventura!!

bjo
*lala*

Ana Medeiros disse...

Meninas, como o blog de vocês ta lindoooooo!! Adorei a mudança, maravilhoso.

Quando eu mudei meu lay acabei perdendo um monte de links de outros blogs e tava louca quebrando a cabeça pra me lembrar de todos, já coloquei vcs no meu blogroll novamente. Ufa.

Nossa, amo churros, um dos meus doces preferidos, só não sei se teria essa coragem!! hahaha

Beijocas

Anônimo disse...

Oi Ana, tudo bem?
Olha, pelo que me garantiram esse churros é uma dilíiiiiiicia!!! Vou tentar encontrar o tal lugar. Se achar, te conto! Beijos
Gra

Anônimo disse...

Oi Lala,
as aventuras às vezes dão certo, né? No mínimo, geram boas risadas
beijoca
Gra

A Publicitária disse...

Não to acreditando q to vendo um churros de dar água na boca essa hora da manhã! meninas, nao tomei café hj!!! to morrendo de fome.. aii meu deus, amo churros...

Anônimo disse...

Meninas, o local fica encondido por uma banca, eu tb tive que dar umas duas voltas pra encontrar o lugar. Se ficarem com muito medo (como eu fiquei) podem pedir pra viagem que eles embrulham num papel de jornal!!! Hahahaha... mas é verdade.

lili disse...

Já fui 4 vezes na madruga atrás do churros e tava fechado... Será que ainda existe mesmo?

Kita disse...

Existe, gente, existe sim! Desde o tempo da minha vó...
E o churro é muito bom.Mas é do tradicional, de roda. Não desss recheados.

Anônimo disse...

Infelizmente o Toninho ficou acamado e os filhos não querem que ele volte trabalhar, infelizmente fechou o estabelecimento.

Leonardo disse...

ahuuhuhhuhuahuaa... eu sei como é comigo foi a mesma coisa mas eu consegui achar... e é delicioso... infelizmente ja nao existe mais, virou lenda agora sim, esta fechado por motivo de doença do dono e no local vai virar um despachante.