Um pouco de poesia... e atualizações

Sumi. Sim. Desapareci das ondas internéticas por mais de uma semana porque.................... estou de FÉRIAS! EBAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! Imagine uma pessoa gritando bem alto de alegria: sou eu, megafeliz com o fato de que terei tempo para ver em qual estrada minha vida está andando, se quero mudar, para onde vou e quem sou eu, agora, depois de tanta coisa que vem acontecendo na minha vida.

Por isso dei um tempo na net, no telefone, no mundo. Fiquei quietinha para entender os pensamentos e os acontecimentos. Achei que iria sentir falta, mas não senti. Sinal de que tudo estava meio saturado em torno de mim. Ainda estou caminhando e espero estar zerada com as minhas questões e bem forte para voltar à rotina. Mas por enquanto... quero só sombra e água fresca. Como boa nerds que sou, fui na biblioteca da pós-graduação e peguei logo cinco livros sobre cinema e Marilyn Monroe. Vou hoje assistir ao novo filme do Batman numa sessão bem no meio da tarde... de manhã, já dei uma caminhada bem gostosa (mesmo com o tempo seco, sequinho), e mais tarde quero ler, deitada nos braços do meu namorado. Sim, minha gente, porque é esse tipo de coisa que faz a vida valer a pena.

Sei que é difícil parar o mundo pra pensar no que queremos, o que a vida está nos trazendo, por onde estamos caminhando. É muito complicado fazer isso em meio a rotina, os horários, o trânsito, os compromissos, o trabalho que suga a nossa energia, as relações degastadas com as pessoas... enfim. Mas é necessário, é preciso. Saber quem realmente somos dá trabalho e não é algo que acontece do dia para a noite. Você tem que enfrentar seus medos e seus sonhos.

Para terminar esse post um tico confuso de maneira poética, coloco aqui um texto que minha amiga Claudia (muito querida e batalhadora) me mandou. Aproveito e pergunto: o que você quer guardar e o do que você quer se livrar?

Guardar
Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la. Em cofre não se guarda coisa alguma. Em cofre perde-se a coisa à vista. Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado. Guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela, isto é, estar por ela ou ser por ela. Por isso, melhor se guarda o vôo de um pássaro Do que de um pássaro sem vôos. Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se publica, por isso se declara e declama um poema: Para guardá-lo...
Antonio Cícero

8 comentários:

Cristiane disse...

Ai que invejaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!
Eu acho que uma semaninha está mais do que bom pra ficar de férias, não? rsrs
Cadê o mexicano, hein? Estou esperando a sua ligação.

bjos
Cris

Vanessa disse...

Que inveeeeeeja, Lu! Mas é uma inveja branca, tá? Bem positiva, eu prometo. Dizer que vai "assistir ao novo filme do Batman bem no meio da tarde" é uma sacanagem com a gente, hein? Hahaha!
Mas aproveite muuuuito suas férias. Ter tempo é importante e muito raro também. Curta muito, leia muito, aproveite muito, assista a muitos filmes, namore muito e desfrute o merecido ócio!
Beijocas,
Vance

Aninha disse...

Que férias gostosas, sair da rotina e tomar pequenas atitudes é realmente delicioso.

Acho queo que quero guardar sempre comigo são as gargalhadas das pessoas que amo, nada melhor...

Me livrar de qualquer grosseria alheia.

Meninas, tem um selinho lá no blog pra vocês ta?

Um beijão pra todas

Lucy Lane disse...

Cris, vc tirou o blog Lei de Murphy da lista de favoritos??? Nãoooooo ele é engraçadissimooooooooo!

Põe de volta, please!

Bjos
Lucy vacaciones Borges

Luisa disse...

Inveeeeeja! Bem branquinha, do bem, mas ainda inveja! É tão bom poder gastar o tempo como se quer.. aproveite por nós!

E eu adorei o texto! Eu quero guardar as pequenas coisas que me fazem perceber como o mundo é grande e eu pequena: o sorriso de um amigo, abraço de vó, água de coco na praia, a lembrança do melhor beijo do mundo, um por do sol no engarrafamento.. essas coisas que me fazem mudar a sintonia e perceber que sou parte de um tempo, de um ciclo, e que tenho o privilégio de conviver com tudo o que me cerca, aqui e agora. Quero vigiar e iluminar esses bons sentimentos, para faze-los vibrar pelo mundo!

beijos!

Paula disse...

Tava aqui de passagem, através do blog da Aninha...
fui lendo, lendo li e amei a letra do antonio Cícero que a marina canta tão lindamente....guardar, guardar
lida de mais!
bjus
Paula

Cristiane disse...

ai luuu... foi sem querer... voltou.
bj

Lucy Lane disse...

Valeu Ferradura!
Saudades!
Bjos