Quando elogiar demais cansa

Existe um tipo de rapaz que merece atenção especial das senhoritinhas solteiras: o tipo "babão". Elogio toda mulher quer ouvir, mas se em apenas uma hora ele já disse que seu cabelo é cheiroso, seu olhar é inesquecível, você é maravilhosa e tudo que fala causa aquela gargalhada em alto e bom som pode ser que esteja frente a frente com um típico elogiador compulsivo.

Hoje mesmo estava jantando com minha prima quando ela me contou sua última experiência em um date, que foi, justamente, com um "babão". Ela saiu com o fofo para jantar e durante essa experiência transcendental descobriu coisas sobre ela que nem imaginava. Ou melhor: descobriu que Angelina Jolie perto dela é fichinha, se comparada com esse fulgor e perfeição de pessoa descrito pelo rapaz. Conclusão: em menos de meia hora ele tinha conseguido "enjoar" a pobre moça com um papo mais açucarado que bombom licoroso (irgh!).

Como a conversa toda não colou e o rapaz viu que tinha gasto seu latim à toa, passou para a parte 2 do encontro: o "por favor" fica comigo. Porque, claro, depois de tanto elogio suspeito ele não teve pudores em finalizar o encontro com um pedido desses. Afinal, ao sair com uma pessoa tão legal, bacana, esperta, bonita, inteligente, simpática, engraçada, gostosa, cheirosa....

Minha prima é, sim, tudo isso e muito mais. O rapazito não mentiu, apenas exagerou. É quase como pedir alguém em casamento depois de falar "bom dia". (mas não estou aqui para falar contra as pessoas que se casam após um bom dia. Isso é lindo, casem mesmo, fiquem juntos, procriem, paz e amor!).

Agora rapazes, nunca, mas NUNCA peça, suplique ou implore para ficar com alguém. É constrangedor para a outra parte e você corre o grande risco de ouvir uma resposta atravessada. Minha prima ainda foi fina com o moço e não mandou ele passear na floresta. No meu caso, teria dito que tem três coisas que me comovem: filmes da Meg Ryan, animais abandonados e rapazes que pedem beijo. Já escolhi a minha ação como boa samaritana - pego minha carteirinha para ajudar os cães sem lar na semana que vem! Essa, eu passo.

3 comentários:

Anônimo disse...

Ai... animais sem lar... Estou sensível...
buahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh


bj
Cris Senna

A prima disse...

Hahahahaha, Adoreeeei! Redigiu a história perfeitamente.
Mas essa parte "Minha prima é, sim, tudo isso e muito mais" eu sei que você escreveu só porque sabia que eu ia ler. Rs. Não tem importância, vou fingir que é isso mesmo. Beijooooos xuxuzita!

marcia disse...

Lucy,depois as carentes somos nós...rsrsrs.bjs Márcia