O que toda lulu precisa

Definitivamente, nós mulheres pós-modernas, pós-feministas, pós-capitalistas, pós-neoliberais e financeiramente requintadas (olha que designação bonita para proletárias que trabalham pra caceta...) nos viramos muito bem com o sexo oposto. Homem, meu bem, não é mais mistério em pleno século 21. Nos voltamos agora para coisas mais prozaicas da vida, como ter tempo para fazer as coisas. Como isso é igual a ouro, segue um kit básico para nos ajudar:

- um cabeleireiro-luxo à disposição: um bom profissional do ramo (e que não te deixe falida a cada visita no salão de beleza) é mais complexo de achar do que sapato 36 em promoção. E quem tem o seu guarda o segredo a sete chaves, já reparou?

- um mecânico não-aproveitador-de-ladies-que -abominam-carros. Traduzindo: alguém honesto, que não faça piadinha com a nossa cara quando perguntamos o que é carburador e nem queira tirar todos os nossos dinheiros quando vai fazer um orçamento no possante.

- uma ginecologista com horário livre: já reparou que esse tipo de médico, tão fundamental em nossas vidas, quase sempre tem uma agenda bizarra de atendimento, tipo - 16h20 da tarde (ok se você não fosse uma semi-escrava) ou 7 horas da manhã.

- uma boa manicure. Explico: gente que não tira um bife é difícil, ainda mais levando em conta o custo benefício. A cidadã tem que estar perto da sua casa (ou do trabalho), fazer a unha muito bem e ainda não cobrar um preço Daslu-de-ser, porque em uma semana o esmalte descasca e começa tuuuudo de novo.

- um secretário-gato para fazer trabalhos burocráticos como pagar contas no banco, fazer compras no supermercado, tirar xerox do material da faculdade, responder emails chatos, fazer ligações boring (tipo para a Net, para a Vivo, para a Telefônica), comprar revistas na banca, passar na padaria no final do dia, deixar lembretes na porta da geladeira... ai, eu tenho tantas coisas para passar para ele...

- por fim, um namorado que saiba cozinhar, porque depois de um dia cheio, quem quer passar a noite pensando num menu-dinner ao invés de tomar banho e assistir ao "House" no sofá? Esse sonho de consumo, pelo menos, eu tenho... :)

10 comentários:

Lucy Lane disse...

Cris, tô sem idéia de foto. Me dá uma sugestão aí, mulher?
Bjs

Cris disse...

xá comigo!

Cris, aquela que tem cólica de madrugada

Casa da Shy disse...

É Lucy, a lista é perfeita!rsrs
Dos seis itens apenas um está em falta no mercado...o último!hehehe
Mas pra não ficar mal após um dia trash nada melhor que um gay friend e um happy hour...é o q tem me salvado esses dias!

A+☺$ disse...

Aaa, acho que minha noiva concordaria em tudo com vocês principalmente na parte de cozinhar =D

Gostei do blog, bom trabalho =D

Até mais.

Irritadinha disse...

Olha, eu percebi que reclamo demais da vida, porque o último item eu tenho! O pior é que eu faço exatamente isso.. meu marido cozinha e eu assisto "House" no sofá.. tudo bem que é a quarta temporada, porque quando passa episódio novo eu já tô no décimo sono ultimamente..
Bjo!

Ana Barros disse...

Como diriam os atendentes do Mc nos meus áreos tempos de adolescência: Sunday acompanha ?!

Fernanda disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Lucia disse...

Acabo de achar esse blog e já adorei! :))

Adoro gatos e acabo de assumir que a 4º que achei na rua e trouxe prá casa para dar em adoção,não vai mais embora.... Estou completamente viciada em House, e acabei de ver ontem a 4º temporada deitada no sofá...rsrsrs E sinto que começa uma crise de abstinência.

Detalhe, tenho alguns itens do kit básico de sobrevivência: A manicure,o cabelereiro, o ginecologista, o mecânico(esse prá mim é o item mais dificil), que além de não te passar prá trás pega e entrega o carro em casa!!
Não tenho um secretário gato,mas tenho um motoboy feioso tadinho, que quebra todos os galhos quando o bicho pega!
Disponibilizo os endereços,se alguém quiser!

Bj,

Lucia

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos disse...

Será que eles não continuam um mistério para nós?...rs!

Lucy Lane disse...

Rostinhos, aqui vai o que eu acho sobre os homens: você assistiu aquele episódio de Sex and the City, quinta temporada, no qual Carrie está saindo com o escritor Berger (apelidado de Burger pelas amigas dela) e ele diz para a Miranda: "se ele disser que não pode te ver no outro dia é porque não ficou interessado em sair com vc de novo depois do primeiro encontro" (algo do Gênero, tá, tô fazendo uma alusão). Conclusão: os homens são simples assim: quem é galinha é galinha, quem é tímido, é tímido, quando eles falam não é não, ou seja, complicadas mesmo somos nós, que falamos sim querendo dizer não e não querendo dizer sim. Que na maioria das vezes fazemos uma coisa e imaginamos tudo diferente dentro da nossa cabeça. E outra coisa: é reconfortante saber que homem e sexo são duas coisas que caminham juntas. Vc nunca precisa ter dúvidas quanto a essa questão. Claro, há exceções. O que você me diz?