Obsessão, não, não...








Mais um sumiço de Graziela Salomão. Eu sei, eu sei. Perdoem-me muito. Falta de tempo, milhares de coisas na cabeça, mas sempre no fundo aquela vontade voltar aqui. E o empurrãozinho que faltava veio no último fim de semana.

Adoro ler, muito. Qualquer coisa que caia na minha mão. Algumas dão mais trabalho, outras vão em uma tragada só. Mas admito: tenho preconceitos com qualquer tipo de literatura. Esses pops, que caem rapidamente no gosto das pessoas, me dão certos calafrios. Nada pode ser unanimamente aceito, concordam? Tem sempre aquele que vai achar chato, outro que vai achar legal e um último mais ou menos. Agora, quando um monte de gente fica falando que algo é legal fico ressabiada e demoro para experimentar aquele livro (sim, livro pra mim é como música, vinho, boas comidas: algo para se provar e sentir cada detalhe).

Mas voltando. Depois de muitos comentários de minha cara companheira Cris sobre “Crepúsculo”, fui jogada de súbito ao livro. Meu cunhado decidiu que eu o leria, não pude nem pensar em aceitar o livro ou não. Em instantes, ele já estava na minha mão.

Fiquei olhando aquela capa preta com o contraste da mão branca (ideia batida para um livro que fala de vampiros, não é?). O livro ficou olhando pra mim e nada de eu decidir pegá-lo. Na segunda, por mera falta de opção (li quase todos os livros q. estão em casa), trouxe ele comigo para o trabalho. Que besteira eu fiz!

O começo não me surpreendeu em nada. É a típica história batida de amor impossível, com diversos clichês (que eu sei que são bregas, mas que todas as mulheres adoram ler ou ouvir de vez em quando, admitam!), e nenhum grande choque na construção literária do livro (para quem acabou de ler “Ensaio sobre a Cegueira”, cair nesse foi realmente um pulo de um abismo literário). Porém, mesmo com toda essa minha rabugisse, eu não consegui parar de ler o livro. “Eu falei. Esse livro tem magia negra”, Cris comentou comigo. Pode ser. Mas o que acontece é que eu simplesmente não conseguia desgrudar de ler o livro. Lia em pé no ônibus, deitada na cama antes de dormir, enquanto andava (e isso me custou um baita tropícão em um cesto de lixo no meio do trabalho!). Simplesmente rídiculo. Mas o que levou a toda essa obsessão? A resposta perfeita para mim veio de uma frase de uma amiga, que também ficou viciada com o livro e leu os três volumes durante as férias. O que acontece é que a história da Bella mostra o quanto a mulherada acha que sua vida é sem graça. E o quanto todas nós gostamos daqueles clichês piegas.

Sim, eu admito. Gosto deles mesmo. E me derreti com frases do tipo “Ah, Bella, você é minha vida” ou “Não, não quero ficar sem você, Bella”. Fala a verdade, quem não gosta de ouvir isso, hein, hein? Atire a primeira pedra nessa que vos escreve agora mesmo!.
De resto, fui procurar os atores que interpretaram os personagens no cinema. E cá entre nós: o Edward da minha cabeça era beeem mais bonito que Robert Pattinson, que o interpretou no longa. Para quem não o conhece, fica o trailer do filme abaixo.


PS: Uma reclamação. A Cris esqueceu de trazer o volume dois e estou abandonada da história. Não acredito nisso!!!



14 comentários:

Lucy Lane disse...

Graziellen, tô passada com você meu bem. Foi pega pelo Crepúsculo. É por isso que Robert Pattinson hoje é REI!
Beijo
Lu

Luna disse...

Pois é, o twilight é assim!! Começa por ler por curiosidade e depois fica-se apaixonada pela história...comigo foi o mesmo, já li os 4 e agora estou a reler.....só vais conseguir ter paz quando leres os quatro..e depois vais pensar: OH já acabou!!!Queria Mais!!!

Laura disse...

Oi Graziela!
Eu também pensei a mesma coisa quando vi o trailer, achei que o Edward seria mais bonito. Mas depois que eu vi o filme achei aquele homem lindoooo! E acho que é tudo culpa dessa nossa cabeça feminina de querer aquele amor incondicional para a gente. E tem alguma coisa de errado nisso? Hehe!
Eu já li os 3 e estou esperando sair o 4º. Os livros são um pouco repetitivos com aquela história de que o Edward é lindo e bla bla, mas realmente a gente não consegue parar.
Beijos,
Laura

Gra disse...

Oi Luna e Laura, tudo bem?
Meninas, é verdade, vira vício, não é? A Lu Borges ainda não se deixou contaminar, mas eu e Cris estamos tentando.
Laura, devo admitir que o bla bla bla de Edward é lindo me cansa um pouco... Não precisa encher tanto a bola do cara, né? E é verdade: todas nós queremos amores incondicionais.. hehhe
beijos

MALU, SIMPLES ASSIM disse...

Desculpe, Gra, ainda não estou convencida, hehehe.
Bjs e bom findi!

disse...

E eu continuo sem ler esse livro.

Cristiane disse...

ai que homem lindo!

Natie disse...

Então Grá, eu não atiro pedra em que lê a história. Estou me afastando das oportunidades de leitura, porque percebi que vicia toda e qualquer criatura do sexo feminino. Ainda não vi uma mulher sequer falar que leu e não gostou. Na minha opinião, é uma releitura moderna de Romeu e Julieta. A receita é mais ou menos assim: pega-se um romance impossível, uma paixão avassaladora, um amor incondicional. Adiciona-se um pouco de aventura e mitologia, para fugir da chata realidade das coisas possíveis. Coloque um clichês piegas no recheio. Embora a receita pareça simples ou o conteúdo tenha ingredientes que todas nós condenamos, no fim, acabamos gostando do sabor. Mesmo sem saber porque. E vicia. É algo como a Coca-Cola. Tem gente que é viciada, mas não sabe explicar o motivo. Bjooo

Gra disse...

Oi meninas, todas bem?
Malu, acho que talvez aconteça com você o que aconteceu comigo: ele simplesmente vai cair na sua mão para você ler. Depois me conta, tá?
Fê, vale dar uma procurada para ver quem pode te emprestar o livro. Leia e me conte.
Cris, ele não é lindo não... É apenas a super imagem romântica q. vc criou do Edward, vai por mim.
Natie, concordo plenamente com vc. Já cai no conto dos clichês várias vezes, e vicia. A minha teoria é mais ou menos igual ao chocolate: lógico que a gente adora os bons (os suíços então nem se fale...), mas quando se é viciada no doce até se cair um Arcor na sua mão vc come, sabe? Sem explicar o porquê.... Beijos pra vc tb!

Consultora Sentimental disse...

olha só que coisa interessante!
sinto a mesma coisa que vc a respeito dessas "modinhas" e aconteceu exatamente o mesmo comigo em relação a Crepúculo. o pior é que me apaixonei e passei a desejar um vampiro pra mim!!
hahaha

Cantinhos da Surpresa disse...

Ah Grazi eu também não tava muito afim sabe?
Aí fui um pouco na onda é li todos os livros em e-book, agora sei lá...
minha curiosidade pelo menos sumiu, e isso é bem legal,
o resto da estória talvez vc goste, eu gostei,
vc já ouviu falar do Midnight sun?
é a versão do crespulo na versão de Edward, se quizer passa seu e-mail que mando pra vc,
mas voltando a autora sabe prender o leitor, e isso é muito bom, ou
então reve o filme enquanto não aparece o livro!!!
ate mais

Luciana disse...

Sabe que também fiquei boba com o fato d ser pega de surpresa por Crepúsculo? A razão dizia...Que boboca! Mas confirmando sua teoria, tb faço parte do time que se derrete por frases apaixonadas e amores impossíveis. E o pior é que assisti ao filme com minha filha de 10 anos, que ficou toda boba, como a mãe!!!
Não vejo a hora de comecar a ler a continuação. Bj

Alessandra disse...

Amiiiiiga, nem te conto...
Bom vou contar sim... eu estava fugindo em ler Crepúsculo, achava que era mais um livrinho pueril, um quase "Rebeldes" sobre vampiros... e cá entre nós... me "lasquei"... (Li: crepúsclo, Lua Nova, Eclipse e Amanhecer- esse é o melhor, em 01 SEMANA),Não somente pelo conto... mas E principalmente pelo Edward Cullen... Aff, colocou o Romeu da Julieta no chinelo... e olha que não sou muito romântica, não...Mas as suas frases feitas e adocicadas como: "Leão estúpido e mazoquista, apaixonado pelo cordeiro"... e outras como essa... Noooossa...
Sem contar que esse cara é o sonho de consumo de toda mulher... Liiiindo, inteligente (uma verdadeira enciclopédia), agradável, romântico, misterioso, extremamente sexy, chique, educado...reservado... E o melhor "cheeeeiioo de dinheiro e suuuper mão aberta" !! kkkk
- Ai, que inveja dessa tal de Bela Swan...
Aff, me empolguei né ?!! hi.hi.
Bjs

ADRIANA disse...

È nós mulheres e essas fantasias idiotas do mocinho que ama a mocinha e luta por ela contra tudo e contra todos..
Kd o meu?
Eu juro que se esse meu principe encantado aparecer vou dar tanto na cara dele ..
Pq demorou tanto?
Na verdade não existe esse tal principe, mas com certeza um sapinho eu acho, ai levo ele pro shopping, rapidin dou um jeito..kkk
ADORO VCS MENINAS!!